domingo, 29 de março de 2009

NÃO COMPREENDO

Não compreendo o objetivo humano, de vida, na Terra;
Não compreendo as guerras religiosas
- Deuses com sede de sangue !
Não compreendo a devastação das matas, florestas e mangues;
Não compreendo a base do salário mínimo sem um teto para o salário máximo;
Não compreendo a covardia dos criadores de animais para abate
- O Homem não é carnívoro: se faz !
Não compreendo o vício de açúcar e álcool legalizados e a repressão à maconha;
Não compreendo a poluição e o assoreamento dos leitos hídricos;
Não compreendo as cidades superpovoadas com seu trânsito neurótico;
Não compreendo os grandes latifúndios;
- Não compreendo...
Não compreendo o que os Meios de Comunicação de Massa querem dizer;
Não compreendo a História do Homem escrita pelos brancos europeus;
Não compreendo a medicina comercial;
Não compreendo a polícia bandida;
Não compreendo o sentido humano na sociedade moderna;
- Não compreendo seus sentimentos !
Afinal de contas:
“Compreender é parede; seja uma árvore...”

3 comentários:

  1. Marcela - Belo Horizonte/MG10 de abril de 2009 19:42

    Linda sua poesia. Parabens

    ResponderExcluir
  2. como sempre
    um mestre
    um xamã de sentimentos nobres
    nunca deixe de escrever
    vc continua surpreendente

    ResponderExcluir
  3. Adorei é mesmo um encanto e como diz Alexandre é mesmo um mestre e outras coisas!Parabéns mesmo!

    ResponderExcluir